segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Vlogs, algo pior que modinha.

Antes de começarmos, já quero deixar claro que não sou contra vlogs, eu gosto de vlogs, principalmente de PC Siqueira e Felipe Neto. Neste post falo negativamante sobre os vlogs ruins e repetitivos.

Vlogs estão ficando cada vez mais frequentes, mas como tem alguns vlogs de destaque que acabaram dando fama aos vloggers(O afeminado que defende a xuxa, PC Siqueira e Felipe Neto, por exemplo), tem um monte de vlogs de idiotas que fazem quase que igual aos vloggers de destaque na tentativa de conseguir fama. Neste post, falarei sobre o porquê de haver tantos vlogs ruins e comentarei sobre os poucos bons vlogs.

Não sou contra vlogs, até respeito. É uma forma de quem não sabe escrever se expressar. O único problema é que isso acabou virando algo pior que "modinha". Isso acabou se tornando um núcleo de estupidez, onde adolescentes usam ferramentas já usadas por vloggers de sucesso na tentativa de conseguir fama, estes parecem não perceber que há centenas de outros adolescentes imaturos fazendo isso.
As ferramentas e suas possíveis origens são:
-Defender Restart/Fiuk/Justin Bieber/qualquer modinha dando uma de viadinhoafeminado.

Aquele garoto que ama o Fiuk e nos faz sentir vergonha alheia, aquele emo que fica chorando porque a mãe dele quebrou o CD do Restart dele e mais aquelas respostas aos vídeos que falam mal de qualquer modinha comprovam que esta é uma ferramenta muito usada.

Origem: "Mexeu com a Xuxa mexeu comigo".


-Defender Restart/Fiuk/Justin Bieber/qualquer modinha como uma pré-adolescente burraimatura.

Aqui se destaca a pré-adolescente indignada do famoso vídeo "Safadeza Oculta".

Origem: A lógica(ou não-lógica) de que qualquer garota imatura fazendo os YouTubers sentirem vergonha alheia faz sucesso.

-Imitar Felipe Neto ou PC Siqueira.

Dê uma viajada pelos vlogs amadores e perceba que quase todos tentam seguir o padrão do PC Siqueira e/ou do Felipe Neto.

Origem: Pensar que falando qualquer merda ficará ao nível deles e fará sucesso, mesmo sem saber montar um vídeo, sem saber montar um discurso e não ter conhecimento até mesmo sobre o assunto falado.

Essas são as principais ou mais frequentemente usadas ferramentas inúteis de fazer sucesso usadas por muitos jovens desse núcleo de estupidez.

Eu já vi um vídeo de um vlog ruim, de um garoto que imitava o Felipe Neto. Ele falava sobre 3 assuntos(imitando o PC Siqueira) e antes de começar a falar sobre o assunto, falava uma frase como introdução e colocava uma abertura horrível com uma música animada(tentando seguir o padrão Felipe Neto) e começou a falar sobre estupro. Logo de cara ele mostrou não ter conhecimento algum sobre o assunto, perguntando retoricamente: "Por quê alguém estupra as pessoas?" e fala: "Será que é porque a pessoa tem uma imensa vontade de fazer sexo?".
Pronto! Fechei o vídeo. Só para esclarecer, quando alguém comete estupro não é pela vontade de fazer sexo, o estuprador sequer escolhe a vítima pela atração sexual, mas escolhe a vítima mais inofensiva, e estupra pela vontade de ter poder, de dominar. Só uma pesquisadinha no Google dá para saber disso, eu fiquei sabendo disso porque li num blog que encontrei no Ocioso.
E ele falava como Felipe Neto fala, só que falando merda, Felipe Neto pelo menos é um cara que domina os assuntos que fala, e sabe falar.

Mas é claro que não é só estupidez que existe nos vlogs. Há aqueles vlogs com com conteúdo intelectual e/ou humorístico dignos de serem assistidos. Vlogs que falam sobre como era a pornografia, como era a música, como algumas coisas melhoraram ou pioraram com o passar das últimas décadas e na entrada do século 21, etc.

Eu, sinceramente, prefiro blogs a vlogs, porque nos blogs, você só tem três opções:  Saber escrever, fazer um blog de jogos, vídeos ou imagens ou sumir na blogosfera como mais um blog fracassado.

Bem, só espero que essa moda passe e que o nível intelectual dos vlogs aumente, com originalidade.

E você? O que acha dos vlogs? Comente!

Nenhum comentário: